Home » Sem categoria » Colibri 2019: de volta para os anos 80 e 90

Colibri 2019: de volta para os anos 80 e 90

O passado está em alta. Na televisão, com as novelas e programas de auditório, nas plataformas de streaming com séries e filmes, na moda com os acessórios e roupas, na música com retornos históricos de atrações que marcaram gerações. Com isso em mente, a Sociedade Recreativa Mampituba trará toda essa nostalgia para o principal evento do Clube: a Comenda Colibri.

Buscando reviver bons momentos que estão guardados na memória de muitas pessoas, o Mampituba trará para a Comenda Colibri o show Geração Anos 80, com os artistas Leo Maia, Kiko Zambianch, Cláudio Venturi e Léo Maia.

O evento em comemoração aos 95 anos de história do Mampituba tem como tema as décadas de 80 e 90. Dentro desses 20 anos muitas coisas aconteceram, abrangendo o surgimento dos primeiros computadores, passando pela queda do muro de Berlim até o Brasil chegar ao título de tetracampeão do mundo em 94.

Ao mesmo tempo em Criciúma, os anos 80 ficaram marcados na Sociedade Recreativa Mampituba como a década de mudanças e investimentos na estrutura física do Clube. Entre os anos 80 e 90 foram construídos o Complexo Aquático Esportivo, quadras de tênis, churrasqueiras e adquiridos veículos. Um avanço para a época foi a aquisição dos microcomputadores.

Quem acompanhou o entretenimento no cinema e na televisão nas décadas de 80 e 90 também guarda a lembrança da música da época. O cenário era diversificado, tanto internacionalmente com Michael Jackson eternizando músicas como Thriller, e Madonna iniciando a carreia musical que veio a ser uma das mais bem-sucedidas da história. No Brasil bandas como Legião Urbana estavam em alta. Nessa época ainda tinha início o fenômeno da Xuxa no Brasil, que continuou nos anos 90.

A década seguinte foi ainda mais eclética, havia boybands internacionais e nacionais. Além disso, ritmos com lambada, pagode e o sertanejo e música baiana tocavam na televisão e nas rádios.

Sobre as atrações

Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime emplacou vários hits nas rádios do Brasil a partir dos anos 80. Além de ser lembrado por sucessos como “A fórmula do amor” “A vida não presta” e “As sete vampiras”, também fez carreira como ator, escritor e jornalista.

É impossível falar de Cláudio Venturini sem mencionar a banda 14 Bis, a qual ele fundou com o irmão e amigos no final da década de 70. A música com influências de grupos e bandas internacionais da época fez sucesso, e já somam mais de 35 anos de estrada. O cantor e guitarrista tem na bagagem da banda sucessos como “Linda juventude”, “Planeta sonho” e “Todo azul do mar”, lançados nos anos 80.

Quem também figurou entre as mais tocadas nas rádios do nos anos 80 foi Kiko Zambianch. O cantor, compositor e guitarrista do sucesso “Primeiros erros” e “Rolam as pedras” teve suas músicas em trilhas de novelas e videoclipes sendo transmitidos nacionalmente no Fantástico, da Rede Globo.

Já o cantor Léo Maia entrou na carreia de músico depois dos anos 2000. Mesmo assim, sua contribuição para o show Geração Anos 80 é significativa. Filho de Tim Maia, um dos maiores ícones da música brasileira, Léo presenciou de perto grandes sucessos da década de 80 e 90.

Author: Imprensa Mampituba
Tags